Corinthians: a marca que vale 1 bilhão

nesta segunda-feira (16), a BDO publicou seu quarto estudo avaliando as marcas dos maiores clubes de futebol do Brasil. A metodologia empregada para a avaliação foi a mesma das outras edições, com a utilização de dados financeiros, pesquisas com o torcedor, informações de marketing de cada time e dados econômicos e sociais dos brasileiros. O Sport Club Corinthians Paulista, líder do ranking que apresenta 17 equipes, bateu mais um recorde e pela primeira vez na história do futebol nacional quebrou a marca de R$ 1 bilhão. O estudo levou em conta dados dos balanços financeiros dos clubes de 2011, além de números mercadológicos do início de 2012. Os títulos conquistados nesta temporada, e a consequente valorização ainda maior de marca por eles, serão contabilizados apenas no estudo de 2013. Com isso, a inédita conquista da Copa Santander Libertadores e a disputa do seu segundo Mundial, em dezembro, no Japão, entrarão para a conta do Corinthians apenas no próximo ano. Abaixo, a Campanha feita pelo Clube após o título invicto da Libertadores de 2012.

O Corinthians lidera o ranking pelo terceiro ano consecutivo. No primeiro levantamento, realizado apenas com dados – sem estudo mais profundo – em 2004, o Timão apareceu atrás de São Paulo e Flamengo, com valor de marca de R$ 286 milhões. No segundo, já nos padrões atuais, em 2009, ocupou a vice-liderança com R$ 562 milhões. Desde 2010, o Clube do Parque São Jorge assumiu a ponta, abriu grande vantagem em relação às outras equipes e, em 2012, bateu a marca de R$ 1.005,5 bilhão. No espaço de oito anos, o Corinthians foi o clube brasileiro que mais cresceu. O Timão teve evolução de valor de marca de R$ 720 milhões, contra R$ 469 milhões de Flamengo, e R$ 431 milhões de São Paulo, segundo e terceiro colocados do ranking atual, respectivamente. Abaixo, a Campanha da Brahma, um dos patrocinadores do Clube:

Segundo a avaliação, em 2012 o valor consolidado das 17 marcas mais valiosas entre os clubes de futebol do Brasil foi de R$ 5,38 bilhões. Sendo assim, o Corinthians passa a corresponder a pouco menos de 20% do total. A força da marca do Timão, avaliada em mais de R$ 1 bilhão, é divida por: 51% da torcida, 27% de receitas e 22% de mercado. “O estudo condiz com a realidade,mais da metade da nossa força está em nosso torcedor. Desde o início da gestão do grupo Renovação e Transparência, temos plena consciência de que o maior patrimônio do Corinthians é a sua torcida. A República Popular, composta pormais de 30 milhões de loucos, é um fenômeno, cresceu de forma espantosa durante os 23 anos de jejum, e é prioridade em nossas ações”, comentou Luis Paulo Rosenberg, primeiro Vice-Presidente da Diretoria. “Trabalhamos todos os dias para valorizar a nossa marca e o estudo apresentado pela BDO é resultado disso. Estamos satisfeitos com os números, mas seguiremos trabalhando para aumentar o valor de nossa marca a cada dia e torná-la a maior do mundo no futuro próximo. Com a conquista da Libertadores, a disputa do nosso segundo Mundial e a entrega do estádio, deveremos crescer em proporção ainda maior”, completou Luis Paulo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s